domingo, 8 de novembro de 2009

ALLAN KARDEC COLEGA DE KARL MARX?

Uma tese fantástica – e muito substancial – foi levantada aqui no Brasil, pelo pesquisador espírita Clóvis Nunes, um dos mais respeitados especialistas de TCI (TransComunicação Instrumental) no mundo. Diz respeito à identidade de um personagem misterioso que aparece no livro "OBRAS PÓSTUMAS", Allan Kardec: um tal Sr. M.

Na mesma mensagem mediúnica, a 30 de abril de 1856, em que o prof. Rivail recebe o primeiro anúncio de sua grandiosa missão de Codificador Espírita, o rapaz misterioso também é mencionado:

“(...) A ti, M..., a espada que não fere, porém mata; contra tudo o que é, serás tu o primeiro a vir. Ele, Rivail, virá em segundo lugar: é o obreiro que reconstrói o que foi demolido”.

Em seguida, Kardec comenta sobre o Sr. M. nestes termos:

“O Sr. M..., que assistia àquela reunião, era um moço de opiniões radicalíssimas, envolvido nos negócios políticos e obrigado a não se colocar muito em evidência. Acreditando que se tratava de uma próxima subversão, aprestou-se a tomar parte nela e a combinar planos de reforma. Era, aliás, homem brando e inofensivo”.

Eram conceitos marxistas tão fortes que Kardec chega mesmo a submeter o caráter do cavalheiro misterioso à apreciação dos mentores espirituais, ao que toma nota de que o Sr. M. tem boas ideias e que é homem de ação, mas é aconselhado a não se envolver com ele, que seria a personificação de um partido, ligado a terríveis acontecimentos que estariam por vir.

Segundo Clóvis Nunes, o Sr. M. é ninguém menos que Karl Marx, o idealizador da doutrina comunista. Ele seria descrito como uma “espada que não fere” (pacífico e brando, conforme o próprio Kardec menciona), em contraponto ao Partido Comunista, personificado nele, “que mata” a pretexto de uma revolução social positiva. A biografia do filósofo comunista confirma a estadia dele em Paris, em conformidade com as datas de referências em "OBRAS PÓSTUMAS".

Nesse contexto, a espiritualidade preveniu Kardec de que Marx era um revolucionário e suas propostas haveriam de causar grande ruído; que sua ideologia daria azo a uma contraproposta às religiões (“demolir” o sistema de então), para depois o kardecismo (a Doutrina Espírita) cuidaria de “reconstruir”; que Marx estava sob influência de Espíritos levianos que lhe exploram a exaltação – qualidade do fundador do Comunismo também atestada por seus biógrafos.

No clássico “O CAPITAL”, de Marx e Engels, determinada nota menciona o entusiasmo na burguesia europeia com o Espiritismo. Engels chega a lamentar que o colega perca tempo com os eventos, a que intitula de “jogo da mesa dançante”.

Conterrâneo de Divaldo Franco, Clóvis Nunes ganhou notoriedade nacional depois de revelar um segredo católico: o Museu das Almas do Purgatório: depositório que reúne peças comprovando manifestações espíritas no seio da Igreja Católica – lugar trancado a sete chaves pelo Vaticano.

Sobre a aproximação de Allan Kardec e Karl Marx, o pesquisador promete um livro, quem sabe até, com novas informações, fontes e provas.

Para ouvir a palestra em que Clóvis Nunes comenta, em primeira mão, sobre este tema, vide o vídeo a seguir.


38 comentários:

  1. Muito bom! Hoje pensei muito sobre MArx ter sido visionário, ter apresentado uma política possível apenas à frente (muito à frente) de seu tempo... E aqui leio tão fantástica postagem! Espero que o livro seja mesmo lançado.

    ResponderExcluir
  2. Em que parte da obra de Kardec ou de seus biógrafos está essa constatação: " que Marx estava sob influência de Espíritos levianos que lhe exploram a exaltação – qualidade do fundador do Comunismo também atestada por seus biógrafos."?

    ResponderExcluir
  3. Família Silva, Allan Kardec não cita Karl Marx diretamente em nenhuma de suas obras, mas escreve sobre um misterioso "Sr. M..." em "OBRAS PÓSTUMAS", da parte em que relata sua iniciação ao Espiritismo. A suposição de que Marx é esse M... foi levantada por Clóvis Nunes.

    ResponderExcluir
  4. O Monsieur M não é Marx, que estava em londres e proibido de entrar na França. Uma tese para discussão: o Mr. M. seria Montalambert ( Conde de) - amigo de Lamennais que se comunica no mesmo livro "Obras Póstumas)

    ResponderExcluir
  5. Acho muito provável que o sr. M seja Mark. O socialismo é o que de mais avançado surgiu na análise científica do poder na humanidade. A grande lacuna é justamente desconsiderar a condição espiritual. O Espiritismo preenche essa lacuna, libertando o marxismo do erro.

    ResponderExcluir
  6. Pesquisei sobre o marxismo kardecista ( ou kardecismo marxista)... há alguns livros sobre o tema aqui mesmo na internet...

    ResponderExcluir
  7. Se existe um socialismo Kardecista, não me digo mais espírita.

    ResponderExcluir
  8. Pelo amor de Deus, pessoal, espiritismo não tem NADA de marxista.

    Vejam o próprio livro dos espíritos.

    811. Será possível e já terá existido a igualdade absoluta
    das riquezas?

    “Não; nem é possível. A isso se opõe a diversidade das faculdades e dos caracteres.”

    a) — Há, no entanto, homens que julgam ser esse o remédio aos males da sociedade. Que pensais a respeito?

    “São sistemáticos esses tais, ou ambiciosos cheios de inveja. Não compreendem que a igualdade com que sonham seria a curto prazo desfeita pela força das coisas. Combatei
    o egoísmo, que é a vossa chaga social, e não corrais atrás
    de quimeras.”


    Marxismo é um sistema assassino, que corrompe a sociedade e todos os valores cristãos.

    Não se iludam com marxismo, este queria e ainda quer acabar com a religião, com a família e os valores da sociedade.

    Se duvidam, basta estudarem a respeito.

    ResponderExcluir
  9. Por favor, gostaria que o irmão Rodrigo me informasse a bibliografia onde Marx defende tais preceitos, pois até onde eu sei, e não sei quase nada, na "Introdução à Filosofia do Direito de Hegel" escrita em 1843 na Alemanha, portanto 14 anos antes do lançamento do Livro dos Espíritos, ele fala que "a religião é o ópio do povo", mas se levarmos em conta a conjuntura alemã da época, em que a religião alienava o pensamento político do povo d'aquele país, ele estava certíssimo. E o autor convoca os alemães a seguirem o exemplo da Inglaterra e França.
    Quanto à família, ele fez algumas críticas no "Terceiro Manuscrito" sim, mas até onde sei ele era muito bem casado e amava e respeitava sua esposa. Pra mim esse é o melhor exemplo de valorização da família.
    É claro que como todo ser humano, ele foi infeliz em algumas colocações, mas no conjunto da obra, para mim, foi um homem à frente do seu tempo.
    Aguardo as referencias, pois como espírita, preciso me instruir e rever meus conceitos.

    Muita paz a todos!

    ResponderExcluir
  10. A respeito desse tema -- que, dado a paixão de uns e o fanatismo de outros, quase sempre aquece os ânimos --, sugerimos a todos a leitura do livro "SOCIALISMO E ESPIRITISMO", de Léon Denis, disposto em nossa Sala de Leitura (http://www.luzespirita.org.br/leitura/L88.html).

    ResponderExcluir
  11. Respondendo a Elysio, Karl Marx esteve refugiado em Paris entre 1844 e 1845, quando foi expulso pelo governo francês.
    Conferir em http://pt.wikipedia.org/wiki/Karl_Marx

    ResponderExcluir
  12. Assombra-me e entristece-me a ignorância daqueles que tentam conciliar espiritismo com socialismo. Emmanuel já havia nos alertado sobre a incompatibilidade, Vianna de Carvalho também. O próprio Chico ficou ao lado do governo militar no pinga-fogo alertando contra o perigo dos guerrilheiros comunistas. O Livro dos espírito advoga pela propriedade privada, e Jesus ensina o capitalismo na parábola dos talentos. A consciência político-econômica do espiritismo às vezes me envergonha.

    ResponderExcluir
  13. Beira a estupidez querer ligar doutrina racional com pensamento coletivo comunista.
    Ou essa gente não entendeu os principios liberais da doutrina ou são militantes de esquerda.
    Citar Leon Denis não diz nada pois a base da doutrina está no LE.

    ResponderExcluir
  14. Esta aqui o iluminado que propôs este besteirol preso pela policia federal. http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2013/11/28/noticiafortaleza,3169668/coordenador-do-movpaz-e-preso-em-operacao-da-policia-federal.shtml

    ResponderExcluir
  15. Victor Tijuca...
    "Chico ficou ao lado do governo militar"??? "Jesus ensina o capitalismo"???

    Muito cuidado com o que diz para não dizer bobagens ok?

    ResponderExcluir
  16. Unknown, o Victor Tijuca está coberto de razão, e não disse bobagem alguma.
    Eis o link onde Chico Xavier, em pessoa, inspirado por seus mentores, faz alertas contra o mal do Comunismo no Programa Pinga Fogo: http://www.youtube.com/watch?v=98Y4ibD_XZ0
    Chico chega a falar da proteção do Brasil, pelos militares, contra "a intromissão de ideologias vinculadas à desagregação", que é justamente aquilo que o comunismo melhor sabe fazer.
    Logo depois, Chico fala em "batalha espiritual".
    O trecho dura mais de oito minutos, mas vale a pena assistir, a exemplo do programa inteiro, se puder, posto que muito ilustrativo.
    Soma-se às personagens informadas pelo Victor Tijuca no combate ao comunismo, o ilustre Herculano Pires, um dos grandes batalhadores da Doutrina codificada por Kardec no Brasil.

    ResponderExcluir
  17. O Governo Militar como disse Chico foi dos mais dignos.. Isso é fato, isso é vídeo dele falando.

    ResponderExcluir
  18. Querem ver o que é socialismo de verdade? Leiam, o capítulo "O Bonus-Hora" em Nosso Lar, de Andre Luis.

    ResponderExcluir
  19. Começando por dizer que se Deus fosse capitalista, seria a negação de si próprio: injusto, sem fraternidade, nada de partilha ou solidariedade, mate quem quiser ou puder,"o mundo dos mais espertos, seria seu mandamento"; baseava-se na ideia de que "a vida é só essa, quem aproveitar será feliz, quem for besta que morra, pois os betas seriam para serem explorados pelos sabidos e pronto". Se Deus, no seu modelo e guia,Jesus Cristo, não era, no mínimo, socialista, mas as primeiras comunidades seguidoras de seu exemplo, "TINHAM TUDO EM COMUM"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas são assim, não o capitalismo... Você pode ser capitalista e caridoso.. socialista não tem escolha em ser caridoso ou não... Cuidado com o fanatismo

      Excluir
  20. É muito triste ver pessoas tirando passagens de obras de Karl Marx sem nem mesmo se preocuparem com o contexto à que foram atribuídas. Em parte nenhuma da obra de Marx ele diz que todos são iguais ou que um Médico ganharia o mesmo que um Gari.
    “De cada um, de acordo com suas habilidades, a cada um, de acordo com suas necessidades.”
    Sou 'Comunista' mesmo antes de saber o significado desse termo, quando ainda era criança alí pelos meus 11 ou 12 anos eu já achava que as coisas teriam de ser assim. Muito me identifiquei com a Religião Espírita e lá se vai 15 anos ou mais, e nem por isso deixei de lado minhas convicções políticas, muito pelo contrário, o Espiritismo só veio complementá-la.
    Pescar a passagem de Marx acerca acerca da Religião fora do contexto a que foi aplicada seria o mesmo que dizer que O Nosso Sr Jesus 'O Cristo' era a favor de mutilação quando Ele disse "Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno." -Mateus 5:30
    Segue o link para as pessoas de boa fé, e que acreditam firmemente, como eu, que boa parte das desgraças que ocorreram no mundo depois dessas 'duas revelações' - a de Alan Kardec e de Karl Marx - poderiam ser evitadas caso as pessoas parassem dar o devido valor às coisas e o devido respeito às pessoas.
    “A desvalorização do mundo humano aumenta em proporção direta com a valorização do mundo das coisas.” -Karl Marx
    https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%93pio_do_povo#Contexto_original

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ué, se as pessoas vão ganhar salários diferentes no socialismo... Toda esta luta de proletário e patrão vai por água a baixo.

      Excluir
  21. O senhor M. estaria sob influência de Espíritos exaltados, não Espíritos levianos.

    ResponderExcluir
  22. Fico triste de ver os espiritas medindo sabedoria. Só vejo o quanto ainda temos de evoluir. Existem muitos comunistas e socialistas que nos dias de hoje fazem muito mais qu ainda

    ResponderExcluir
  23. Penso que aqueles que querem vincular o espiritismo com o marxismo e socialismo o fazem por seus próprios interesses mesquinhos, talvez no sentido de achincalhar a Doutrina Espírita. Leiam O Livros dos Espíritos, Cap. IX, VIII - Lei de igualdade e mais adiante, questões 883 a 885. A meu ver, não há nada, absolutamente, corroborando as ideias marxistas e socialistas. Sou espírita e repudio o marxismo e socialismo, acredito que o liberalismo econômico promove sim o bem-estar da humanidade.

    ResponderExcluir
  24. CADU SANTOS. Abraço fraterno. Não se iluda querido irmão em Cristo. O COMUNISMO ainda é o véu da sedução das almas, levando as multidões para a senda do ANTICRISTO. Procure saber mais a fundo a Doutrina. O que Kardec e Leon Denis falou a respeito do ideário de Marx. O próprio Jesus deixou um verdadeiro tratado de economia em Seu evangelho, na Parábola dos dez talentos (Mat 25:14-30). Não se deixe seduzir porque o tempo está próximo.

    ResponderExcluir
  25. A hipótese de que o Senhor M... é Marx de modo algum implica em alinhar a Doutrina Espírita ao Comunismo, mas, aliás, vai refletir exatamente o oposto, visto que até mesmo os guias de Kardec o admoestaram a não manter contato com o tal pensador. Considerando a classificação que os Espíritos deram ao Senhor M... e pondo em comparação com a doutrina comunista, o que temos é que o Comunista, embora possa ter boas intenções, não se sustenta em suas bases. De fato, isso se verifica ainda com mais clareza pela Lei de igualdade (O Livro dos Espíritos).

    ResponderExcluir
  26. O Espiritismo tem sido criticado por quem nunca parou para estuda-lo. É incrível ver Espíritas fazendo o mesmo com o socialismo. Todas as críticas feitas aqui ao socialismo são a prova cabal da falta de conhecimento sobre o tema. As questões 883 e 885 por exemplo, só poderia ser considerada anti-socialista por quem foi enganado pela propaganda liberal de que o socialismo elimina a propriedade privada individual. Essas questões de 883 a 885, condicionam a propriedade privada às seguintes premissas socialistas: 1) extensão da propriedade para o bem-estar coletivo. 2) aquisição de propriedade sem prejuízo da coletividade 3) Crítica as Leis atuais e apologia à mudança pela Lei de Progresso. Estudem os princípios socialistas antes de critica-lo do mesmo jeito que esperamos isso dos detratores do Espiritismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas muitos já leram e continuam criticando o socialismo.

      Excluir
  27. Saudações a todos os irmãos de doutrina, em especial ao irmão anjuaral que me citou em seu comentário!
    Em O E.S.E. o Espírito de Verdade nos deixa dois mandamentos principais aos quais, nós espíritas, devemos seguir: amai-vos e instruí-vos (O E.S.E. cap. VI-5). Entretanto não observo tais atitudes no presente espaço, pois amar implica sobretudo, respeitar as divergências de opinião, e, instruir, não quer dizer não criticar, requer bases sólidas sobre determinado assunto, no caso o marxismo e socialismo.
    O companheiro Leilton Lima é muito feliz em sua comparação, pois realmente vejo irmãos se comportando como os neopentencostais que criticam por criticar, sem o menor conhecimento. Temos que ter cuidado pra não sairmos reproduzindo, como massa de manobra, os discursos das classes dominantes. Temos sim, como prega o Socialismo e o Espiritismo, que fazer a nossa parte buscando reduzir as desigualdades entre os nossos irmãos, onde uns trabalham duro pra passar dificuldade e outros esbanjam com dinheiro do povo.
    Eu aprendi nos livros da codificação que cada um tem um dom diferente, mas que não devemos usar esse dom pra subjugar nem oprimir nosso semelhante. Nesse sentido, nem todos tem o dom da administração, por isso não adiantaria dividir toda riqueza do mundo pra resolver as questões da desigualdade social, pois logo as desigualdades ressurgiriam, mas isso não nos dá o direito de explorar a mão-de-obra alheia pra acumular "tesouro na terra". E por falar nisso, as obras da codificação estão repletas de passagens como essa usando essas e outras expressões que, no fundo, tem o mesmo sentido.
    O "tempo não está próximo", já passou do tempo de, nós espíritas, fazermos a nossa parte pra mudar pra melhor a vida de algum de nossos semelhantes, afinal de contas, "fora da caridade não há salvação".
    Abraço fraterno a todos!

    Cadu Santos
    (ce_santos@id.uff.br)

    ResponderExcluir
  28. Não há a menor compatibilidade entre Espiritismo e comunismo. O Espiritismo prega a crença em Deus. No comunismo, em sua forma anárquica, ou seja, pós-socialismo, há ausência de Deus, a felicidade comunista é puramente material. A espírita é espiritual.
    No Cristianismo, por óbvio, no Espiritismo, a caridade é espontânea. Ninguém é obrigado a dar nada a ninguém. Tudo é fruto do sentimento de amor fraterno, estimulado pela religião. Sem isso, a caridade não é verdadeira caridade. Já o comunismo prega uma falsa caridade, onde o estado toma à força, não descartado o uso da violência, os bens de cidadãos considerados ricos, para dá-los aos pobres.
    No Espiritismo, há a meritocracia e a responsabilidade o que aproxima muito mais esta filosofia/religião do capitalismo que do comunismo. Tudo o que sou e passo hoje é fruto e responsabilidade de minhas decisões pretéritas e/ou atuais. No comunismo, tudo é fruto da luta de classes. Ninguém tem responsabilidade por infortúnios atuais.
    No Espiritismo Deus é o Supremo Juíz. No comunismo, o juiz é o estado.
    O Espiritismo prega o fortalecimento dos laços familiares. O comunismo, a sua destruição. Em sua obra Propriedade Privada e Comunismo, Marx afirma que a mulher deverá abandonar o casamento em prol da prostituição, que deverá ser geral. Um sugestão diabólica.
    O Espiritismo é cristão. Tem Jesus por Senhor e Mestre. O comunismo é anticristão. Pregou e praticou a morte de mais de 100 milhões de pessoas só no século XX. Pesquisem sobre os mortos famélicos herança dos regimes comunistas. Pesquisem sobre os gulags, os campos de concentração comunistas, antecessores dos equivalentes nazistas.
    Não vejo Jesus, nem Kardec, nem a Plêiade de Espíritos da Verdade, exortando seus seguidores as criarem campos de concentração para não espíritas.

    ResponderExcluir
  29. Acredito que o encontro d Marx com Kardec foi por volta de 1843, quando o filósofo alemão foi recebido por vários intelectuais franceses, entre eles o pedagogo Hipolite Leon D. Rivail. Ainda não existia Allan Kardec, pseudônimo utilizado pelo professor Hipolite depois das pesquisas com os Espíritos, a partir de 1850. Marx, depois de várias perseguições, transferiu-se definitivamente para Londres em 1859. O Sr. M. que aparece em Obras Póstumas deve ser outro revolucionário. Sou formado em Ciências Sociais, com algumas leituras de marxismo (poucas, é claro)e professor de Sociologia. Sou Espírita e não vejo incompatibilidade entre o Espiritismo e o Marxismo, o que ocorre é que as pessoas (tanto espíritas como marxistas) costumam ser radicais em suas avaliações. O que faltou em Marx foi a visão espiritual, o que a maioria não possuía naquela época (hoje ainda não existem muitos).

    ResponderExcluir
  30. Igualdade de salários é isso?

    Se não, não muda nada na relação de patrão e proletário, e de se ter uma elite.

    Se sim, eu não vou buscar nada além do que já existe. Eu não vou sair da minha zona de conforto, eu não vou me desenvolver, não vou trabalhar com afinco.

    Já dizia no LE, que não lembramos que somos eternos pois certamente nós seríamos levianos com a nossa evolução.

    Salários iguais e saber que somos eternos nos levam a estagnação financeira, moral e espiritual.

    ResponderExcluir