sexta-feira, 25 de maio de 2012

"MESMER", o filme


O cinema retratou -- do seu modo, é claro -- a vida de Franz Anto Mesmer (1734-1815), médico alemão idealizador do chamado Magnetismo Animal (da alma), inicialmente apelidado de Mesmerismo.
O filme "MESMER", de origem austríaca, produzido em 1994, foi traduzido e distribuído em português pelo título "DR. MESMER - O MAGNETISMO SELVAGEM", por um determinado estúdio de dublagem e "DR. MESMER - O FEITICEIRO", por outro estúdio.
O longa é fortemente carregado da típica dramaticidade das obras cinematográficas, e, a exemplo da maioria dos filmes biográficos, oculta grande parte da história real (até pela impossibilidade de recontar a fidelidade dos fatos pessoais, com isenção de paixões ideológicas) para reproduzir muito mais o contexto artístico envolvendo os personagens e a cultura da época.
Assim sendo, nem tudo nele pode ser tomado como fatos históricos -- a começar pelo envolvimento romântico entre o médico e suas pacientes -- , ainda mais em razão de o magnetizador ser um personagem tão polêmico, dado o conflito de a classe acadêmica aceitar o elemento base das proposições científicas de Mesmer, que é o fluido espiritual.
Considerando isso, o longa-metragem é uma boa sugestão para colhermos ideias do que comumente se documenta acerca de Mesmer. Ele traz, por exemplo, a terapêutica aplicada à pianista Maria Theresia, curando-a de uma cegueira total.
O filme está à disposição para a exibição online e aqui o postamos para que, ao final, todos se interessem em buscar mais informações sobre Mesmer, o seu magnetismo e o tratamento espírita através do passe, lembrando que Allan Kardec era um sério estudioso do Mesmerismo e aplicou parte delas na formatação do Espiritismo, prestando-lhe o devido reconhecimento.
Como em vários trechos de sua obra, o codificador ressalta a ciência de Mesmer em "O LIVRO DOS ESPÍRITOS", comentário sobre a questão 555:
"O Espiritismo e o magnetismo nos dão a chave de uma imensidade de fenômenos sobre os quais a ignorância criou um número infinito de fábulas, em que os fatos se apresentam exagerados pela imaginação. O conhecimento lúcido dessas duas ciências que, a bem dizer, formam uma única, mostrando a realidade das coisas e suas verdadeiras causas, constitui o melhor preservativo contra as ideias supersticiosas, porque revela o que é possível e o que é impossível, o que está nas leis da Natureza e o que não passa de ridícula crendice."
Allan Kardec



E com a devida sanção da espiritualidade, tal como lemos em "O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO", cap. XIX, item 12:
“O Magnetismo é uma das maiores provas do poder da fé posta em ação. É pela fé que ele cura e produz esses fenômenos especiais, qualificados outrora de milagres.  Repito: a fé é humana e divina. Se todos os encarnados se achassem bem convencidos da força que trazem em si e se quisessem colocar a vontade a serviço dessa força, seriam capazes de realizar aquilo a que, até hoje, eles chamaram fenômenos e que, no entanto, não passa de um desenvolvimento das faculdades humanas”.

Um Espírito Protetor



Desta maneira, dispomos aqui a janela para o filme "MESMER":




Nenhum comentário: