segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Campanha "Setembro Amarelo" pela valorização da Vida e prevenção ao suicídio


Em 2013, a OMS - Organização Mundial da Saúde e a Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (ASP - Association for Suicide Prevention) estabeleceram o dia 10 de setembro como o Dia Mundial para Prevenção do Suicídio, tendo em vista que este é considerado um problema de saúde pública, cujas vítimas diretas são os que atentam contra a própria vida e as vítimas indiretas são todos os demais envolvidos, especialmente parentes e amigos.

Por conseguinte, todo o mês de setembro passou a ser alvo de uma campanha multi-institucional intitula "Setembro Amarelo", em sintonia com outras campanhas, por exemplo, o "Outubro Rosa" e a conscientização para a necessidade das mulheres cuidarem-se contra o câncer de mama.

Setembro Amarelo então é um ensejo para se discutir o problema do suicídio e, mais que isso, para se conscientizar sobre o "valor da vida". Neste quesito, a Doutrina Espírita se apresenta como uma via extraordinária por tratar do problema do auto-atentado pela sua raiz, pelas causas, muitas vezes instintivas de se querer fugir das responsabilidades espirituais, e apontando as possíveis consequências desse ato, com demonstrações concretas por parte dos exemplos colhidos mediunicamente, de uma forma tão positiva como nenhuma outra doutrina até então pôde fazer.

E nós, espíritas, temos um compromisso doutrinário de semear estes esclarecimentos, certos de que tal atitude pode salvar vidas (no sentido de projeto reencarnatório) e poupar irmãos de um terrível e desnecessário sofrimento. Porém, sempre devemos ter em mente que não podemos violar consciências. Devemos semear a mensagem àqueles que queiram cultivá-la.


Nós temos esporadicamente tratado desse tema aqui, a exemplo da matéria "Suicídio crescente preocupa os organismos internacionais", de 28 de setembro do ano passado. Neste post, temos uma boa síntese de como o Espiritismo trata o suicídio e um roteiro, com dicas literárias, para o fortalecimento do seu antídoto, que é a valorização da vida.


Vale a pena revisar também o artigo promocional do vídeo-documentário "Suicídio" da TV Mundo Maior, que postamos em novembro de 2013.

E também desta emissora, a reprodução do programa especial "Vibrando pela prevenção ao Suicídio":



Se você mesmo precisar de ajuda para tratar desse problema, ou se conhece alguém que demonstre tendências para o suicídio, recomendamos buscar um acolhimento fraterno em uma casa espírita, onde confrades recebem e conversam pessoas fragilizadas com ideias dessa natureza e então dão orientações em acordo com a doutrina do Espiritismo, cujos valores principais são o amor e a vida.


Se, no entanto, mesmo diante da necessidade de um atendimento desse tipo, houver resistência em considerar os ensinamentos da doutrina kardecista, uma boa alternativa é o trabalho laico e voluntário do CVV - Centro de Valorização da Vida. O serviço é gratuito, 24 horas por dia e acessível por vários meios de comunicação, como telefone, e-mail, chat e skype.
Telefone: 141

E se você estiver perto de São Paulo, fique de olho nesse evento:



Contribua! Divulgue essa campanha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário