segunda-feira, 9 de março de 2020

"Caso A Gênese": análise fotográfica das duas versões da 5ª edição (1869 e 1872)


Seguindo nossas pesquisas sobre o caso A Gênese (saiba mais aqui), temos informações de que uma comitiva brasileira já está na Suíça para fazer a digitalização do exemplar encontrado na Biblioteca da Universidade de Neuchâtel e espera-se que brevemente teremos a sua publicação online. A grande dúvida é se esta 5ª edição de 1869 tem o mesmo conteúdo da 5ª edição de 1872. Antes, porém, que tenhamos essa resolução, nós cuidamos de fazer uma comparação fotográfica das duas versões, o que nos dá um bom indício do que se está para descobrir.

Da cópia suíça, temos, por enquanto, três fotografias, conseguidas (por intermédio do bibliotecário de Neuchâtel) e publicadas por Carlos Seth, do CSI: Espiritismo. Já a versão digital da 5ª edição lançada por Leymarie em 1872 está integralmente disponível online (veja cópia de Autores Espíritas Clássicos). A partir daí fizemos um exame de imagem, considerando que as poucas fotografias da cópia suíça são bem estratégicas.


1ª FOTOGRAFIA

A primeira fotografia contém duas páginas:
  1. Folha com dados da tipografia (a firma que imprimiu o livro), que é a Typ. Rouge Frères, Dunon et Fresné, localizada na rua du Four Saint-Germain n° 43, Paris (a mesma tipografia que imprimiu as edições anteriores desta obra).
  2. Folha de rosto (ou, capa interna), contendo os dados da obra (título, autor, edição, editora, ano da publicação, etc.). O detalhe aqui é a indicação "Cinquième édition - revue, corrigée et augmentée", ou seja: "Quinta edição - revisada, corrigida e aumentada"; também traz o nome da Livraria Espírita e de Ciências Psicológicas (Librarie Spirite et du Sciences Psichologiques), localizada na rua de Lille n° 7 (a livraria criada por Allan Kardec) e mais duas livrarias: A. Lacroix, Verboeckhoven et Cª Éditeurs e Didier et Cª. Além disso, claro, tem o ano: 1869.

A folha 1 de 1869 não aparece na edição de 1872 da mesma forma, mas a indicação da mesma tipografia foi colocada na anterior à folha de rosto, depois da propaganda das demais obras da livraria.


Já a folha de rosto de 1872 não contém o ano de publicação e só traz a indicação de uma editora: a Livraria Espírita. O detalhe é que o nome da livraria está resumido, veja: na edição de 1869 está Librarie Spirite et du Sciences Psichologiques, enquanto na de 1872 consta A Librarie Spirite.

Veja as duas folhas de rosto postas lado a lado:



LICENÇA DE PUBLICAÇÃO

Na época de Kardec, somente as editoras licenciadas (e eram poucas; estima-se que em torno de sessenta) poderiam fazer pedidos de registros governamentais para imprimir e publicar obras. As editoras menores precisavam sempre recorrer a uma daquelas firmas credenciadas a fim de lançarem suas publicações (ver em Espiritismo Comentado).

Assim sendo, nossa suspeita é a de que em 1869 a recém-lançada Livraria Espírita precisou dos serviços da firma A. Lacroix para registrar essa 5ª edição; já na de 1872, teria dispensado desse intermediário em razão (provavelmente) de adquirir sua própria licença.

Mas, enfatizamos: isso é uma especulação nossa.



2ª FOTOGRAFIA

A segunda imagem que vamos analisar é a que traz as duas últimas folhas do índice da obra ("Table des Matières"). Vejamos:



Essa imagem é importante porque por ela, além de conferir a relação dos capítulos, podemos saber quantas páginas o livro (antigamente o índice era posto no final da obra), que, no caso, a resposta é 471 páginas.

Agora vamos trazer aqui as folhas correspondentes da edição de 1872:


Vemos então que a numeração de páginas é a mesma: 471 páginas no total em ambas as edições. E não apenas isso, a paginação interna igualmente é idêntica; o capítulo XI ("Genèse spirituelle"), por exemplo, nas duas edições é paginado pelo mesmo numeral 224.

Para nos assegurarmos disso, fizemos uma comparação usando um editor de imagem e sobrepomos as tuas figuras; veja o resultado:



Isso é uma pista forte que a edição de 1872 é uma cópia da 5º edição de 1869, ou melhor: uma reimpressão, usando as mesmas matrizes de impressão, com exceção da folha de rosto e das páginas adjacentes (por exemplo, a folha dos dados da tipografia, como vimos na 1ª fotografia).

Isto não garante que as revisões, correções e inserções feitas na 5ª tenham sido montadas na tipografia tal como Kardec as encomendou. Mas é fato que não há  de haver surpresas quanto ao conteúdo da cópia suíça. Tudo leva a crer que ela é cópia da edição de 1872, e vice-versa.

Continuamos acompanhando o caso.
Siga o nosso Twitter para receber tudo em primeira mão!
https://twitter.com/LuzEspirita

3 comentários:

  1. Ery, que magnífica matéria (investigativa), parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Não podemos negligenciar nenhum detalhe! Que as investigações avancem!

    ResponderExcluir
  3. Excelente pesquisa, parabéns e continuemos assim.

    ResponderExcluir